Make your own free website on Tripod.com
     Estudos Bíblicos
Qual a motivação

Home    Mensagens    Estudos Bíblicos    Reflexões    Humor    Recados & Anúncios Cadastro de Igrejas   Crescimento   Aprendizado   Links   Contato

Quem Somos   Nosso Propósito   Web Designer



Vemos o mundo entrar pelas portas da igreja, disputa por cargos, contendas, dissenções, busca desenfreiada pelo poder e pelo reconhecimento, coisas que estão bem longe do plano e do propósito de Deus para a Comissão que confiou aos seus servos.

No nosso dia a dia somos levados a lutar por posições como homens, é o mundo que nos pressiona a isso, muitos buscam prejudicar o outro e vice versa, dentro da própria empresa que trabalham juntos, esquecendo-se que o sucesso do empreendimento depende da contribuição de todas as partes. Muitos almejam o cargo de outros, buscam posições de prestígio social, buscam ser reconhecidas por algo, é uma luta degradante, frustrante e exaustiva, e tudo por somente buscarem a motivação errada. Poderia buscar crescer na profissão como consequência de sua satisfação em trabalhar em determinada função, pelo seu empenho em exercer bem suas tarefas e atribuições, por estar contribuindo de forma decisiva para a sociedade, etc. Mas infelizmente não é isso o que ocorre.

No decorrer dos anos podemos observar que o mundo adentrou às portas das igrejas. Hoje, ministérios, cargos, funções e outras coisas, são a forma de que muitos encontram de se tornarem evidentes em alguma coisa, de se fazerem conhecidos e possuírem certo prestígio em determinado grupo. Devemos tomar cuidado no exercício de nossas atribuições e funções confiadas por Deus a nós, pois sem mesmo que nos demos conta, podemos estar entrando na forma arquitetada por Satanás e imposta pelo mundo como um estilo de vida.

Deparamos com muito tipo de pessoas dentro da igreja atualmente, pessoas querendo se promover através de outras, pessoas usando de má fé para levar vantagem em cima de outras, pessoas que só mesmo querem obter algum reconhecimento em determinado grupo devido a sua baixa auto-estima, pessoas que são levadas pela inveja, soberba, orgulho e altivez de espírito e caminham para um modo de vida cristão baseado no mundanismo, e por aí vai.

Devemos saber que o cristianismo se move pelo amor àquele que nos deu este título como herança, cristão leva a nos chamarem de semelhantes a Cristo, seguidores do mestre, é um título dado àquele que segue os passos que Cristo seguiu, mas muitos usam isso como um título qualquer, qualquer um é Cristão hoje em dia, outras crenças se entitulam cristãos também, mas para nós este título deve ter uma diferença, uma responsabilidade.

Sabemos que Cristo morreu por vidas, ele não morreu por ministérios, cargos, departamentos, templos. Não, não foi essa a motivação que levou o nosso amado salvador a se entregar na cruz. A motivação se resumiu a vidas, ele morreu por vidas, nossas vidas e de muitos outros, ele não morreu por líder, diácono ou outro título, mas sim por vidas. E se levamos o título de cristãos e nos dispomos a viver no cristianismo, este, somente este, deve ser o nosso propósito. Amar a Deus e o nosso próximo como a nós mesmos, está além da Lei, dos profetas e tudo mais, tudo depende disso, tudo está ligado a isso.

Mas infelizmente sabemos que existem pessoas que buscam outras satisfações, que não é o amor à vida, para fazerem a obra de Deus. Até nós mesmos quando paramos para examinar-mos a nós mesmos, nos pegamos trabalhando no motivação errada, as vezes estamos somente fazendo algo programado, ou mesmo estamos nos deixando contaminar pelo mundo ou por outros cristão que agem na motivação errada.

As vezes deixamos de lado a nossa própria vocação, a qual recebemos, para seguir outras mais atraentes aos olhos dos homens, porém nem sempre aos olhos de Deus.
Somos pegos pensando em como tais pessoas ficam fazendo as coisas da maneira incorreta e na motivação errada e não são pegas ou envergonhadas, pensamos até mesmo que está se passando desapercebido aos olhos de todos e nos enganamos muito com isso, porém mesmo se tivesse passando desapercebido aos olhos dos homens, com certeza não passaria desapercebido aos de Deus. E dessa forma de nos portarmos somos tentados a seguir tal caminho, que é o da alto realização e reconhecimento humano, buscando prestígio diante de um grupo.

Invejamos, sentimos o nosso orgulho ferido por tais pessoas, esquecendo-nos que pessoas que roubam o que não lhe pertencem, são ladrões. Chamam as pessoas que não dão o dízimo de ladrões de Deus, e da mesma forma podemos chamar as pessoas que buscam roubar a glória de Deus, de ladrões. Quantas vezes já não nos portamos como ladrões, não é mesmo? que o Senhor tenha misericórdia de nós.
Quando agimos pela motivação errada somos obrigados a andar com um véu espiritual que tenta encobrir algo que já não existe mais em nós, tentamos simular algo que não existe e tentamos nos mostrar humildes e espirituais, quando na realidade não estamos sendo. Muitos pelo peso do propósito errado se desviam, ficam fracos na fé, se desmotivam da obra e até mesmo ficam estéreis e morrem espiritualmente.

Que jamais venha a passar pelas nossas cabeças o agir pela motivação errada, pelo o que anda acontecendo dentro das igrejas e aos nossos olhos, mas que possamos estar servindo, na posição de servos, sabendo que mesmo que os homens não reconheçam o nosso trabalho e a nossa motivação aqui na terra, conseguimos o que há de mais precioso que é alegrar o coração daquele que nos comissionou e recebermos o galardão das mãos de quem é galardoador, pois o daqui da terra é passageiro, e apesar de muitos pensarem que não, um dia a casa cai! Pois depois que as pessoas percebem a motivação errada de uma determinada pessoa, esta por sua vez estará totalmente descredibilizada pelos que puderam perceber, pois não há nada feito nas trevas que não venha a se revelar na luz do Senhor.

Abaixo falaremos sobre as duas principais motivações, uma inspirada por Deus, a outra sutilmente imposta pelo inimigo.


MOTIVAÇÃO CORRETA: AMOR.
SUAS CARACTERÍSTICAS

· O amor é a linguagem mais rica que existe, é uma linguagem única, que supera as demais linguagens, tanto no céu como na terra.(I Coríntios 13.1)

· O amor é o dom supremo, não existe dom maior, ele está acima de todos os dons.

· O amor é maior que toda ciência e todo conhecimento, está acima da inteligência humana, o amor está acima de qualquer credo, é maior que a própria fé. (I Coríntios 13.2)

· O amor é mais que simples gestos, ele é espontâneo. (I Coríntios 13.3)

Paciente = conformado, que espera serenamente resultados, sofredor.
Bondoso = benévolo, faz bem.
Não arde em ciúmes = não tem zelo excessivo por nada, não é egoísta no compartilhar.
Não se orgulha(ufana) = não tem conceito elevado sobre si mesmo, não é altivo.
Soberbo = arrogante, orgulhoso
Não se porta com indecência = não se porta de forma incoveniente, não é obsceno.
Não busca seus próprios interesses = não é egoísta, antes é dedicado a outrem.
Não se irrita = não se encoleriza, não se deixa enervar, não fica zangado.
Não considera o mal = não leva em conta o mal, é positivo para o bem.
Não se alegra com a injustiça = ele é justo, tem prazer na justiça.
Mas se alegra com a verdade = ele é verdadeiro, por isso tem satisfação na verdade.
Tudo tolera = consente sem exprimir palavras, ele é permitidor.
Tudo crê = nunca deixa de acreditar, mesmo que algo pareça sem crédito para outros.
Tudo espera = mantém a esperança, perseverante, aguarda desejoso.
Tudo suporta = mesmo que a prova resiste a tudo, aguenta tudo mesmo que sofrendo. (I Coríntios 13. 4 ao 7)

· O amor nunca falha = não deixa falta, não traz frustração, não é defeituoso, não é omisso.
Todos os dons uma dia podem acabar, porém o amor permanece, é inesgotável. (I Coríntios 13.8)

· O amor é perfeito, aniquila as imperfeições. O amor é um sentimento maduro e consciente, não é algo imaturo.(I Coríntios 13.9-10)

· O amor é a essência de Deus como já foi dito, Deus é amor, quando conhecemos o amor, conhecemos a Deus, o contrário também é verdadeiro.

· O amor é a maior das virtudes, não há nada maior que o amor, ele é incomparável.


MOTIVAÇÃO ERRADA: ORGULHO.
A PRINCIPAL CAUSA E SUAS CARACTERÍSTICAS

Orgulho, herança maldita.

Muitos pensam que o orgulho é uma coisa pequena, mas para Deus não é nada pequeno, Satanás caiu por causa do orgulho, quis fazer-se Deus, quis ser dono de si próprio e buscou aprovação de outros para isso, ocasionando a queda de 1/3 dos anjos com ele.
Para o homem essa foi uma maldita herança influenciada por Satanás, o homem era um ser notável, a primícia da criação, porém resolveu dar ouvidos a satanás, quando este disse que se ele comesse do fruto da árvore proibida certamente não morreria, mas seria como Deus, e o homem levado pelo mesmo pecado de Satanás caiu e embora Satanás mentindo dizendo que o homem não iria morrer, na verdade o homem como disse o Senhor morreu espiritualmente e passou a morrer fisicamente de lá pra cá.

A seguir vou citar alguns tipos de sinais de orgulho que transcrevi, um deles ou muitos deles pode ser o seu ou o meu, saiba que isso é pecado, e não é pequeno.

1. O orgulho jamais entra em acordo com a integridade. Como o orgulho infringe diretamente o caráter de seu possuidor, este, perde completamente o senso de honestidade e confiança, porque os seus próprios interesses estão bem acima de qualquer outro.

2. O orgulhoso se sente sempre muito especial. Porque é sempre abastecido por informações que são verdadeiramente enganosas como: "Você é único, você é o melhor, você realmente é diferente de todos, olhe, olhe que baixaria em torno a você..."

3. O orgulho se concentra sempre sobre "os seus direitos" e não sobre "as suas responsabilidades". O orgulhoso diz sempre: "é meu direito, por isso posso fazê-lo" porque sempre está voltado para si mesmo, e não para os de fora. Na mente do orgulhoso esta é a poesia: "tudo pra mim, nada pra você".

4. O orgulho é a porta certa para o buraco da auto comiseração. A pessoa sempre é despertada de quando foi maltratada; quantos não foram corteses com ele, e que ninguém compreende qual é o "seu valor" para a humanidade.

5. O orgulho é uma verdadeira fonte de ingratidão. Faz sempre menção daquilo que não possui, e nunca é grato por aquilo que tem.

6. O orgulho faz sempre crescer a raiz de amargura no coração. Se sente raivoso com todos, especialmente com aqueles que são felizes.

7. O orgulho produz inveja. O orgulhoso se entristece se um outro indivíduo é abençoado, ao invés de fazê-lo feliz.

8. O orgulhoso se preocupa mais com o que os outros pensam, do que com o que Deus tem a dizer a ele. Realmente o orgulhoso não tem tempo para Deus, pois o seu reciocíneo é sempre criar uma boa impressão de si mesmo. O contrário do humilde.

9. O orgulho não deixa ninguém admitir os seus próprios erros. Odeia confessar as suas fraquezas, os seus fracassos e as suas necessidades. Vai sempre pela estrada do falso contentamento.

10. O orgulho faz a pessoa se empossar de sucessos que não lhe pertencem. é um verdadeiro ladrão, "roubando" inclusive a glória de Deus, pois todos os méritos são seus. "Fui eu quem fez. Fui eu quem conseguiu" etc.

11. O orgulho separa sempre porque pensa: vivo "o meu" ponto de vista, o meu grupo, as minhas convicções etc.

12. Para cada erro o orgulhoso tem uma desculpa. Não diz: "eu errei", mas sim: "não foi culpa minha".

13. Para cada fracasso haverá um culpado. Jamais reconhece a necessidade de uma mudança, mas sim uma desculpa que "assim fazem todos".

14. O orgulho é movido pelo espírito de quem não quer definitivamente aprender. "eu sei, eu já fiz, isto é pouco" etc. Não conseguirá jamais ouvir bons conselhos.

15. O orgulhoso é dominado pelo sarcasmo. Consegue sempre diminuir os outros; até o seu humor é regido pelo mal.

16. O orgulho gera rebelião. Porque deseja sempre contradizer o óbvio e o natural.

17. O orgulho produz um espírito de juízo. Vê os outros sempre de um ponto mais elevado.

18. O orgulho produz impaciência. "não creio que possa perder tempo com ninguém", diz.

19. O orgulho é a matriz da crítica. O seu senso de justiça pessoal, procura no próximo os erros que lhe justifique.

20. O orgulhoso está sempre se comparando aos outros: será orgulhoso porque é mais "humilde" que os demais.

21. Falta ação de perdão e de arrependimento na vida do orgulhoso. Se sou melhor que os outros, porque perdoar ou arrepender-me?



Questionário de auto-avaliação de motivação


Faça uma auto-análise da sua motivação

Responda às questões com toda sinceridade, o importante não é o que você pensa ser o certo, mas sim a sua motivação.


Pergunta 1: Qual a profissão que você gostaria de exercer?



Tendo como base a pergunta acima. Responda qual o motivo que te levaria a escolher a profissão citada. Escolha quantas opções achar conveniente.

1 - Prestígio Social
2 - Mercado de Trabalho
3 - Remuneração
4 - Dom
5 - Poder contribuir com a sociedade


Pergunta 2: Que tipo de ocupação extra-profissional você gostaria de exercer?

1 - Serviço Social
2 - Trabalho com comunidade carente
3 - Alfabetização
4 - Outra


Tendo como base a pergunta acima. Responda qual o motivo que te levaria a escolher a ocupação c itada acima. Escolha quantas opções achar conveniente.

1 - Prestígio Social
2 - Remuneração extra
3 - Dom
4 - Poder contribuir com a sociedade
5 - Se sentir útil


Pergunta 3: Que cargo ministerial, se você pudesse escolher, escolheria para exercer?

1 - Pastor (a)
2 - Diácono (isa)
3 - Mestre
4 - Líder de Mocidade
5 - Louvor
6 - Obras sociais
7 - Missões
8 - Outros


Olhando para o seu interior diga a motivação que te levaria a optar por algum destes ministérios.
(responda para você mesmo(a))

1 - Prestígio Ministerial
2 - Acha legal
3 - Dom
4 - Por causa do crescimento e amor às vidas
5 - Porque sempre sentiu a necessidade de trabalhar e se dedicar às vidas desta maneira


Pergunta 4: Você sabe qual é o seu chamado ministerial?

1 - Sim
2 - Não
3 - Tenho dúvida


Pergunta 5: Caso você saiba o seu chamado ou acha qual seja, diga como você se sentiria.

1 - Muito satisfeito(a)
2 - satisfeito(a)
3 - Frustrado(a) inicialmente
4 - insatisfeito(a)


Pergunta 6: Quando você vê uma pessoa trabalhando com o propósito errado, como você se sente?

1 - Triste pela vida da pessoa
2 - Furioso(a) pela carnalidade da pessoa
3 - Indiferente, o que importa é que você está fazendo para o Senhor
4 - Entra na disputa com a pessoa


Pergunta 7: Se você tivesse oportunidade, gostaria de trabalhar com o ministério de visitação?

1 - Sim
2 - Não


Pergunta 8: Caso afirmativa que tipo de visitação você gostaria de fazer?

1 - Presídios
2 - Orfanatos
3 - Hospitais
4 - Mendigos
5 - Lares
6 - Outros
_

Pergunta 9: O que te levaria a assumir um trabalho com o ministério de visitação?

1 - Chamado
2 - Amor pelas vidas
3 - Um profundo sentimento de dor e misericórdia pelas vidas
4 - Para você adquirir experiência para o seu ministério
5 - Para não sentir que você está estéril
6 - Por sentir-se obrigado pela Palavra
7 - Para dizer aos seus colegas que faz tal trabalho
8 - Para não ser o único que não participa de tal atividade enquanto os seus irmãos e colegas participam.


Pergunta 10: Se você tivesse oportunidade, gostaria de trabalhar com o ministério de Evangelismo?

1 - Sim
2 - Não


Pergunta 11: O que te levaria a assumir um trabalho com o ministério de Evangelismo?

1 - Chamado
2 - Amor pelas vidas
3 - Um profundo sentimento de dor e misericórdia pelas vidas
4 - Para você adquirir experiência para o seu ministério
5 - Para não sentir que você estar estéril
Por sentir-se obrigado pela Palavra
6 - Para dizer aos seus colegas que faz tal trabalho
7 - Para não ser o único que não participa de tal atividade enquanto os seus irmãos e colegas participam.


Pergunta 12: Você admira o ministério de alguma pessoa?

1 - Sim
2 - Não


Pergunta 13: A pessoa a qual você admira que reação você tem a respeito dela?

1 - Tento copiá-la
2 - Sigo os bons exemplos
3 - Sinto o desejo de ser igual à ela e me esforço para tornar-me tal
4 - Torno-me crítico(a)
5 - Espreito a pessoa para ver se a pego em alguma falha
6 - Apenas tenho o sentimento de admiração


Pergunta 14: Quando você vê um ministério bem sucedido ou que você acha que se tornará bem sucedido, como você reage?

1 - Aproveito para seguir da mesma forma
2 - Tento adaptar o ministério ao meu
3 - Procuro entrar no mesmo ministério
4 - Torno-me crítico(a)
5 - Frustrado(a) por apagar o meu
6 - Torço para que a pessoa se desenvolva mais e se possível dou a maior força


Pergunta 15: Quando você percebe alguém disputando ministerialmente contigo o que você faz?

1 - Entrego a pessoa na mão de Deus
2 - Torço para que a pessoa caia e seja envergonhada
3 - Sinto um profundo pesar no coração pela vida da pessoa
4 - Discretamente vou entrando na disputa
5 - Sinto-me profundamente revoltado(a)
6 - Evito a pessoa


Pergunta 16: Você sabia que dentro do cristianismo o exercer ministérios é por amor às vidas e a expressão do amor a Deus?

1 - Não havia pensado assim ainda
2 - Sabia, mas não me apego só a esta motivação
3 - É exatamente com este objetivo que exerço e pretendo exercer o meu ministério
4 - É verdade! nunca parei para pensar nisso
5 - Sempre soube


Elaborado por Luciano S. Brito


Voltar